« Back to Glossary Index

Crash

Um “crash bolsista” é uma queda súbita e acentuada do valor das acções no mercado financeiro. O termo surgiu em 1873 quando as bolsas de Viena e de Berlim caíram fortemente. A C12palavra “Krak” transformou-se em Krash (crash em inglês).

Causa

O fenómeno de crash é brutal. O valor das acções (ou dos bens) cai rapidamente devido a um forte desequilíbrio entre procura e venda. Os vendedores querem ou devem assim vender a qualquer preço as suas acções. Embora o fenómeno seja brutal, é sempre o resultado de um mecanismo de longo prazo, onde um mercado sobe ?acima do razoável?, e onde os valores dissociam-se das realidades económicas. O factor psicológico também influencia os fenómenos de crash, segundo os comportamentalistas. De facto, comportamentos gregários dos aforradores podem levar a subidas e descidas irracionais de valores bolsistas, imobiliários ou outros.

Histórico
  • O crash das túlipas: nos Países Baixos, em 1636. Nesta altura, um bulbo de túlipa chegou a valer o preço de uma viatura e dos seus cavalos;
  • Crunderkrack: o crash da bolsa de Viena em 1873;
  • O crash de 1929: entre o 24 de Outubro de 1929 e o ano 1932, a bolsa de Nova Iorque perde 89% do seu valor. Voltou ao nível do 24 de Outubro em 1954, ou seja, 25 anos depois;
  • O Crash da bolha Internet: entre Abril de 2000 e Setembro de 2002, o Nasdaq passou de 4700 para 900 pontos.
« Voltar ao Glossário