Planos Poupança Reforma


Comece hoje mesmo a preparar o seu futuro!

O que é
um PPR?

Os Planos Poupança Reforma são investimentos de médio ou longo prazo que contribuem para financiar vários objetivos entre os quais um complemento de reforma, mas mantendo a flexibilidade de resgate a qualquer momento. Também permitem fazer face a situações financeiras difíceis e imprevistas, tais como uma doença grave ou um desemprego de longa duração. Podem ainda ser subscritos PPR em sub-contas segregadas, não obtendo o benefício fiscal à entrada mas beneficiando das taxas mais reduzidas de imposto sobre as mais-valias, para vários objetivos de lazer tais como uma viagem, compra de carro, estudos pessoais ou dos filhos.


* 0% comissão de resgate, comissão de subscrição, comissão de transferência e alteração de investimento.
Além disso também não temos outros custos de manutenção, de criação de sub-contas e débito direto.

Invista em produtos premiados


Rentabilidades Anualizadas(1)


Fundos PPR Subscrição Mínima Este ano 5 anos Desde início Risco
PPR Agressivo 1UP +15,22% Criado em 2018 +11,59% Risco 4
PPR Ativo 1UP +7,80% +4,07% +4,68% Risco 4
PPR Equilibrado 1UP +4,82% +2,12% +3,76% Risco 4
PPR Moderado 1UP +2,58% +2,33% +3,66% Risco 3

Investimento máx. em ações

Cada Plano Poupança Reforma tem um limite máximo de exposição a ações, o que não significa que esteja sempre com esse valor investido. A equipa de gestão vai ajustando a proporção de acordo com a análise do mercado que efetua em permanência.
100%

PPR Agressivo

55%

PPR Ativo

35%

PPR Equilibrado

15%

PPR Moderado

Sabia que...

  • Pode alterar a estratégia do seu PPR sem qualquer custo e sem pagar mais-valias?
  • Pode ter múltiplas sub-contas, para vários objetivos, sem custos?
  • Pode poupar sem esforço ativando o débito direto, sem custos?

Fiscalidade dos PPR

A fiscalidade dos PPR apresenta taxas muito favoráveis para o imposto sobre as mais-valias .

No caso do PPR, o imposto apenas é retido aquando do resgate, permitindo a capitalização dos juros e ganhos até ao momento do levantamento dos valores aplicados.

Até 30 de setembro de 2021, os PPR podem ser resgatados sem penalização nos termos do artigo 362.º da Lei n.º 75-B/2020(2)


Prazo de investimento < 5 anos 5 a 8 anos > 8 anos
Fora das condições na Lei 21,5% 17,2% 8,6%
Dentro das condições na Lei(2) 8,0% 8,0% 8,0%

Benefício Fiscal Anual

Ao subscrever a sua conta PPR, pode usufruir anualmente de um benefício fiscal e deduzir ao seu IRS 20% do valor das suas entregas em PPR, até 400€ por pessoa.

A sua idade Investimento mínimo Dedução auferida
< 35 2 000 € 400 €
35 a 50 1 750 € 350€
> 50 (não reformado) 1 500 € 300€

Transferir PPR

Se tem um PPR noutra Instituição que rende pouco, transfira-o para a Optimize!

Como Subscrever

Caso já seja Cliente Optimize o processo de subscrição é bastante rápido:

  • Aceder ao Espaço Cliente
  • No menu lateral selecionar a opção Operações > Subscrever Preencher as informações solicitadas.
  • Transferir o montante que pretende investir
    Destinatário: Optimize SGOIC
    IBAN: PT50006100500551230150081
Se ainda não for Cliente Optimize necessita abrir conta previamente. O processo é simples e rápido e não precisa sair de casa.

  • Preencher o formulário online de abertura de conta.
    Caso pretenda poderá utilizar a Chave Móvel Digital.
  • Enviar a documentação para a Optimize Receberá um email explicativo com os passos seguintes.
  • Transferir o montante que pretende investir
    Destinatário: Optimize SGOIC
    IBAN: PT50006100500551230150081

(1) As rentabilidades divulgadas representam dados passados e não constituem uma garantia de rentabilidade futura. O valor das unidades de participação pode aumentar ou diminuir em função do nível de risco que varia entre 1 (risco mínimo) e 7 (risco máximo). Os fundos geridos pela Optimize Investimento são fundos de investimento mobiliário, cujos prospetos completos e IFI se encontram disponíveis nas entidades comercializadoras. As taxas de rentabilidade mencionadas são líquidas de comissão de gestão e de depósito, de custos de auditoria e de taxa de supervisão. Os valores divulgados têm implícita a fiscalidade suportada pelo organismo de investimento coletivo e impende sobre o investidor o eventual pagamento de impostos sobre as mais-valias. O investimento no organismo de investimento coletivo pode implicar a perda do capital investido. As medidas de rentabilidade anualizadas divulgadas, calculadas tendo por base um prazo superior a um ano, só seriam obtidas se o investimento fosse efetuado durante a totalidade do período de referência. As rentabilidades anuais médias dos Fundos Optimize PPR Ativo (iniciou a 25-09-2008), Optimize PPR Equilibrado (iniciou 25-09-2008), Optimize PPR Moderado (iniciou 19-08-2010) e Optimize PPR Agressivo (iniciou a 31-12-2019), estão definidas entre as respetivas datas de início e 31-08-2021, as datas 31-12-2020 e 31-08-2021 (na coluna Este ano) e as datas 31-08-2016 e 31-08-2021 (na coluna 5 anos). A rentabilidade anual média do Optimize PPR Agressivo (iniciou a 31-12-2018), está definida entre a sua data de início e 31-08-2021 (coluna Desde início).

(2) Condições previstas na Lei para o reembolso: reforma, doença grave, morte, desemprego de longa duração, mais de 60 anos de idade e/ou mais de 5 anos de duração do investimento, incapacidade permanente para o trabalho, despesas de educação e pagamento de prestações de contratos de crédito à habitação. Até 30 de setembro de 2021, os PPR podem ser resgatados sem penalização até ao limite mensal do indexante dos apoios sociais desde que um dos membros do agregado familiar esteja em situação de isolamento profilático ou de doença ou preste assistência a filhos ou netos, tenha sido colocado em redução do período de trabalho ou suspensão do contrato em virtude de crise empresarial, desemprego e se encontre registado no IEFP, seja elegível para o apoio à redução da atividade económica de trabalhador independente, seja trabalhador em situação de desproteção económica e social e preencha os pressupostos para beneficiar do apoio extraordinário, apresente quebra de rendimento médio mensal superior a 40% no período de março a dezembro de 2020 face a 2019 ou seja arrendatário num contrato de prédio urbano para habitação própria à data de 31 de março de 2020 e esteja a beneficiar do regime de diferimento de rendas. Não dispensa a consulta da Regulamentação em vigor.

Login